Jovens carentes encontram chance de estudo

Projetos social voltados a Jovens carentes encontram chance de estudo e de trabalho, encontram uma nova chance de aprender e ajudar a vida das pessoas, e cada vez mais tem se pensado num mundo mais igual, tantos projetos acontecendo.

Para os Jovens carentes encontram chance de estudo e aos poucos vão aprendendo uma profissão para quando chegar na vida adulto esteja bem preparado para entrar no mercado de trabalho obtendo uma chance mais igual.

Um país de desigualdades na educação

Em um país como o nosso, com uma taxa muito alta de analfabetismo funcional entre adultos (cerca de 23 dos adultos de acordo com o INAF, as escolas localizadas em locais com baixo índice de desenvolvimento humano, IDH, têm que incorporar mais uma tarefa: exercer o papel de agente de alfabetização com as famílias de seus alunos.

Há várias maneiras de fazer isso. Por exemplo, o desenvolvimento de projetos de leitura onde as crianças levam livros para casa e lêem ou comentam o conteúdo de seus pais.

Outras atividades são iniciativas como teatro, filmes, festas de junho, etc. estendido às famílias. Também deve ser tido em mente que cabe às escolas incentivar os pais a participar de reuniões, associações de pais e professores.

Projeto social transforma o dia a dia

Entre os principais projetos da instituição, destacamos o “Projeto Transformação – transformando o lixo em educação”. Criado em 2002, o projeto conta com uma mercearia ecológica, que recebe garrafas de estimação e lata de alumínio e trocapor uma moeda chamada eco real, usada pela comunidade. Neste pequeno mercado, há brinquedo, comida, material educacional. E com a venda de material reciclável, a instituição se sustentou.

É um projeto de educação ambiental em toda a comunidade que tem sido reconhecido como uma tecnologia social brasileira pela Fundação Banco Brasil. No início, o pequeno comerciante só tinha uma bola de gude. A troca acontece duas vezes por mês. Quando o trabalho for feito, ele estará de volta no horário comercial “, explicou o proprietário do projeto.

Mudando a vida de estudantes de famílias carentes

Há muitos projetos sociais voltados para os jovens, destinados a melhorar suas condições de vida e proporcionar sua autonomia e protagonismo, esta cheio de programas voltados a educação como o FIES 2020 que financia bolsas de estudo com longo prazo para pagar, PRAVALER, dentre outros interessantes.

No entanto, isso só será possível se a família e a rede de apoio aos jovens também atingirem condições de vida pelo menos razoáveis e se de alguma forma seguirem o projeto social no qual estão envolvidos e sua possível aplicação na vida prática.

Assim, os objetivos deste artigo foram: entender quando e como ocorre uma mudança na vida e nas relações dos jovens que, ao participar em projetos sociais, adquirem novos conhecimentos e desenvolvem novos esportes ou habilidades culturais, artísticas, esportivas ou competências que envolvam o uso de algum tipo de conhecimento.

tecnologia, entre outros; apontar os aspectos (do projeto, do indivíduo, da família, da rede e do contexto) que facilitam ou dificultam esse crescimento; descrever como o projeto afeta os jovens, suas relações familiares e sua inserção nas instituições e comunidades das quais fazem parte; Ressalte como os benefícios do projeto podem se tornar sustentáveis e duradouros mesmo depois que o jovem sai.

Melhora a vida e auto estima dos jovens

Portanto, de acordo com os objetivos declarados, assumimos que projetos sociais bem estruturados, que oferecem aos jovens algo que desperta seu interesse e são realizados em grupos, trazem benefícios para a maioria deles e suas famílias. Interessava-se estudar quais benefícios e mudanças podem ocorrer, bem como o eventual descompasso entre o crescimento/autonomia dos jovens e sua inserção familiar.

O estudo de caso, a partir das entrevistas, com posterior análise qualitativa dos dados em conjunto, foi necessário para elevar as peculiaridades e semelhanças das experiências relatadas, contextualizando-os nas condições dos jovens, famílias e projetos de estudos sempre buscando melhorar, precisando do telefone FIES 2020 veja acessando o link e se informar como funciona?

Buscando coerência com os pontos pesquisados, este estudo foi baseado na epistemologia sistêmico-cibernética, de acordo com o paradigma construtivista.

Assim, presume-se que o conhecimento é construído, e que tanto o participante da pesquisa quanto o pesquisador fazem parte desse processo de construção; que não há realidade objetiva, não importa quem observe ou participe dela.

Leave a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *